Texto de pesquisador paraense integra série nacional sobre Antropologia

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O pesquisador e escritor paraense, Relivaldo Pinho, doutor em Antropologia, acaba de publicar um texto sobre um dos mais importantes pensadores do Século XX, o antropólogo Clifford Geertz. A publicação faz parte do livro Os antropólogos: clássicos das ciências sociais: de Edward Tylor a Pierre Clastres, que tem a organização dos professores Everardo Rocha e Marina Frid (PUC-Rio) e é editado pelas Editoras PUC-Rio e Vozes.
De acordo com a editora Vozes, “após as publicações bem sucedidas das coleções Os filósofos – Clássicos da filosofia e Os historiadores – Clássicos da história, a Editora PUC-Rio e a Editora Vozes iniciam, com esse volume, a realização do projeto sobre os chamados clássicos das ciências sociais. Indo além, a editora destaca ainda que Os antropólogos – Clássicos das ciências sociais é uma coletânea de ensaios, assinados pelos maiores especialistas brasileiros sobre a vida e a obra dos autores clássicos da antropologia. Ela cobre a vida e a obra dos grandes antropólogos dos séculos XIX e XX”.
Este volume oferece um conhecimento, consistente e conciso, sobre os principais antropólogos que construíram a história e o sucesso intelectual da disciplina. Foram estes pensadores, em larga medida, os grandes responsáveis pelo refinamento interpretativo e pelo lugar essencial que a antropologia possui hoje no empreendimento de conhecer as culturas humanas. Escrito em um estilo acessível, o livro reúne textos que buscam cobrir aspectos da vida, da obra, do impacto e das principais contribuições intelectuais desses antropólogos que, de certa forma, são como que os “pais fundadores” desse campo de reflexões sobre a vida social e a cultura.
Autores como Van Gennep, Bronislaw Malinowski, Mary Douglas e Lévi-Strauss, cânones das ciências sociais, especialmente da antropologia, são os temas de alguns dos mais reconhecidos pesquisadores da área no Brasil, como Roberto DaMatta, José Guilherme C. Magnani e Everardo Rocha. No livro, “cada ensaio traz os seguintes conteúdos: o antropólogo e seu tempo; os conceitos-chave presentes na sua obra; os precursores e influências do seu pensamento; suas principais obras publicadas”. É um “guia” para iniciantes, são reflexões e discussões mais amplas para outros estudiosos.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O capítulo que assina Relivaldo Pinho, sobre o antropólogo norte-americano, busca apresentar tanto para aqueles que têm um primeiro contato com a obra de Geertz, como para aqueles que já trabalham com o antropólogo, um panorama acessível e, ao mesmo tempo, aprofundado sobre a obra e o autor de A interpretação das culturas. “Geertz é, sem dúvida, o mais proeminente antropólogo da segunda metade do século XX, é um divisor na antropologia porque obrigou a disciplina a se confrontar com algumas de suas principais questões, como a etnografia e a busca da teorização sobre o estatuto da cultura”, diz Relivaldo.
Segundo ainda o escritor, “o sucesso dessas coletâneas pode ser ratificado pela ampla utilização pelos professores, pesquisadores e alunos de diversas áreas, porque buscam interpretar, de modo mais acessível, os principais temas e conceitos complexos de autores fundamentais, além de explicar a trajetória dos autores e de suas obras”. O livro já está sendo vendido no site da Editora Vozes.
Em junho, Relivaldo lançou o livro Antropologia e filosofia: experiência e estética na literatura e no cinema da Amazônia,  durante a Feira Pan-Amazônica do Livro. A obra de foi vencedora da edição de 2012 do Prêmio Bendito Nunes de Teses de Doutorado e foi publicada pela Editora da Universidade Federal do Pará (ed.ufpa).

One thought on “Texto de pesquisador paraense integra série nacional sobre Antropologia

Deixe uma resposta